Mostrando 60 Resultado(s)

Entre o cosmo e o caos

GIMENEZ, Nathan. Entre o cosmo e o caos. 1. ed. Londrina, PR: Editora Madrepérola, 2023. Em Entre o cosmo e o caos, Nathan despeja seus sentimentos de forma sincera e desordenada, no melhor estilo melodramático de um adolescente. Com o passar dos anos, suas escritas também se transformam de acordo com seu amadurecimento. A eloquência …

Vicissitudes: conversando com o coração

LOPES, Ana Beatriz. Vicissitudes: conversando com o coração. 1. ed. São Paulo: Editora Versiprosa, 2022. Retrato neste livro as transformações diárias que me afetaram e me modificaram. Vicissitudes diárias. Quero convidá-los a conhecer estes cenários por meio de poesias que refletiram minhas conversas com o coração. As escolhas de nossas lutas diárias devem estar alinhadas …

Ambivalências em pasárgada: pensando Manuel Bandeira a partir de suas tensões

FLORES JÚNIOR, José Wilson. Ambivalências em Pasárgada: pensando Manuel Bandeira a partir de suas tensões. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora 7Letras, 2022. A lira de Manuel Bandeira tem muitas cordas de que inúmeras notas foram extraídas, em diferentes timbres, resultando nas mais distintas ordenações. O poeta explora um conjunto amplo de temas, procedimentos, técnicas …

Não sei se faço parte

MENEZES, Cristiano. Não sei se faço parte. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora 7Letras, 2022. A poesia de Cristiano Menezes é simples, curta e sensível como uma síntese da luz do dia a dia, do clarão das emoções espontâneas, nos momentos sombrios da insônia, na alegria natural dos encontros, nos amores que viveu mas também …

Quatro anos de diferença poemas de duas manas escritas

   Este livro é a materialização do amor, do sentimento, dos genes e da carne. Tem peso, textura e aroma de poesia – com a crocância necessária dos tempos atuais, duros. É a união de almas que urram por liberdade e um respiro de alívio no meio da obscuridade. Lívia e Natália são caos feminino, …

Ensaio da desobediência dos pássaros

Ensaio da desobediência dos pássaros convoca seu possível leitor a pensar e, por conseguinte, a ler paisagens despoéticas que se encontram postas e expostas na natureza. O verso, o texto e a natureza podem ser tomados pelo leitor como um lugar no qual se encontram “versos” que podem ser “colhidos” pelo leitor, assim como o …