Notícias autodestrutivas: jornalismo no Snapchat e Stories do Instagram

Este livro é fruto da pesquisa de doutorado “Notícias autodestrutivas: conteúdo jornalístico em Stories do Instagram e no Snapchat”. Aqui, a investigação aparece com algumas reformulações propostas pela banca, durante a defesa. Sendo assim, o objetivo principal do livro é propor a conceituação de notícia autodestrutiva, a partir da constituição verbo-visual das produções jornalísticas realizadas para o Snapchat e para as Stories do Instagram. Para isso, foram analisados os textos-postagens dos perfis dos portais brasileiros Uol, no Snapchat, e G1, nas Stories do Instagram; bem como do portal português Público.pt; e do perfil estadunidense da Cable News Network (CNN), ambos no Instagram. A pesquisa concluiu que o conceito proposto de notícia autodestrutiva é pertinente e convida os leitores a acompanharem o desenrolar teórico-metodológico que sustenta tal aferição. Ingrid Pereira de Assis é jornalista, professora de Jornalismo, doutora em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com doutorado sanduíche pela Universidade de Aveiro (Portugal) e mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Além disso, é membro do Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Telejornalismo (GIPTele). A pesquisa que deu origem a este livro foi desenvolvida durante o doutorado, com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), por meio de bolsa do Programa de Demanda Social (DS). Dentre seus interesses de pesquisa estão: telejornalismo, a relação entre jornalismo e design e jornalismo para plataformas de rede sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *