A DIASPORA MINA: africanos entre o Golfo do Benim e o Brasil

O que foi a diáspora mina? Como compreender as múltiplas conexões entre o Golfo do Benim e o Brasil, na época do tráfico transatlântico de escravizados? Em 13 capítulos, pesquisadoras e pesquisadores em história, antropologia e linguística analisam a experiência histórica dos povos que os portugueses classificavam genericamente através do rótulo mina, tanto na África como em diversas regiões do Brasil. A historicidade dos significados da categoria mina transparece em análises que consideram a ampla diversidade de grupos étnicos que subjaz a esse termo e, ao mesmo tempo, as especificidades que costuma encobrir. Para tanto, são examinadas as práticas culturais e a construção de identidades étnicas dos múltiplos grupos que habitavam aquela região da África, como os cobus, savalus, courás, mahis, fons, jejes, ardas, nagôs. A perspectiva diaspórica carrega o potencial de revelar aspectos da formação histórica do Brasil que seriam invisibilizados em enquadramentos centrados e encerrados no arcabouço territorializado do estado-nação. O livro se engaja numa agenda historiográfica ampla, voltada para a superação de uma imagem genérica e racializada do continente africano e de suas conexões com o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *