A Atenção Básica num território em movimento: diálogos necessários sobre a política

O convite para a reflexão e a produção do fazer cotidiano rapidamente germinou em mais de cem servidores, sem abrir mão da assistência nesse período de crise sanitária, transformando-se numa construção coletiva de conhecimentos. Esse quantitativo de servidores autores se refere à publicação simultânea pela SESAM de dois livros: este, voltado para os territórios da Atenção Básica (AB), e outro para a articulação intrínseca entre as políticas de educação permanente em saúde e a política de humanização que está em curso no SUS-AM. A ênfase dada à Atenção Básica (AB) nas ricas narrativas trazem a importância e o aspecto chave que a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas dá a esse nível de atenção. O contato direto com a população propiciado pela atenção básica traz a certeza de que ninguém é tão pequeno que não possa ensinar e que ninguém é tão grande que não possa aprender, uma vez que a essência do conhecimento adquirido e aprimorado nesta seara advém o diálogo e dos encontros entre as pessoas e seus saberes, em todos os tipos de territórios. Apostamos assim no forte potencial da política da atenção básica para gerar movimentos que produzam cuidados cada vez mais humanizados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *