Inovações no cotidiano da saúde na Amazônia: encontros do trabalho com a educação permanente e a humanização

Os processos que envolvem trabalho em saúde e trabalho educativo são indissociáveis. Perpassando ambos desponta a humanização como o impulso necessário para que as pessoas que trabalham na saúde não recebam o reconhecimento merecido somente por sua técnica e habilitação legal, mas também porque são identificados como sujeitos que não podem ter sua singularidade obscurecida ou desconsiderada. A obra que você tem a oportunidade de ter acesso é o fato concreto de que a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas acredita na criatividade, na inventividade e na capacidade de superação de obstáculos tão duros como esse da pandemia da Covid-19 ocorrida no Amazonas, no Brasil e no mundo. Como servidores incomuns diante da pressão exercida despontam utilizando a escrita como um farol que aponta o caminho de saída ou nos impulsiona a criar um. De forma desafiadora e simultânea, alguns servidores impuseram a si mesmos o desafio de ofertar ao mesmo tempo uma assistência imediata e urgente ao usuário, a custa de medo, dor e lágrimas e também fazer o registro dessas experiências que temos a feliz oportunidade de apresentar nessa obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *