Representações surdas na desconstrução de práticas ouvintistas: um estudo crítico-discursivo

Após vários meses de trabalho sistemático, foi sendo registrado o que de mais importante poderia ser incorporado ao que se tornou este livro, destinado a estudiosos e curiosos que tenham particular interesse nos estudos surdos, com os mais variados recortes, principalmente os históricos e linguísticos. Com respeito à temática que os autores discutem no texto, é importante registrar que a cultura surda sofre influência de fatores sociais, 11 representações surdas na desconstrução de práticas ouvintistas: discutindo a formação acadêmica da licenciatura em letras libras podendo retratar com fidelidade a sociedade e sua mentalidade em determinado espaço de tempo. Nesse sentido, o livro Representações Surdas na Desconstrução de Práticas Ouvintistas: Um estudo crítico-discursivo provoca reflexões no leitor desde o princípio, quando afirma: “Considerando o Surdo como sujeito de diferenciação linguística, e não mais um sujeito desprovido de algo, que é proposto pela relação binária entre ouvinte e Surdo, faz-se necessária uma discussão política no que tange à ideologia linguística e cultural”. Nessa perspectiva, o livro de Túlio, Solange e Lucas deixa algumas lições a partir da constatação da sua validade. Assim, foi possível afirmar ao final da leitura, como marcam os autores no final do texto, “que este trabalho contribua para mudanças nas práticas sociais acerca da “desouvintização” dos Surdos mediada pelos mecanismos de emancipação humana”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *