Alunos Sem Voz

Este livro foi escrito para professores iniciantes e, mais do que se pensa, para professores veteranos que ainda professam o “magister dixit”, silenciando a curiosidade do aluno sobre o mundo que o cerca. Revela também a necessidade de inculcar no docente – reativo ou pró-ativo – um novo olhar desapegado de mitos ou tabus inseridos em práticas pedagógicas gastas e retrógradas. A experiência do autor é o resultado de labor docente de mais de 40 anos, em sala de aula, nas mais diferentes unidades de ensino – fundamental, médio ou universitário -, cuja fala destaca a importância da aceitação das mudanças que ocorrem na escola moderna. O aluno precisa ser ouvido, sob pena de imergir num mutismo que, sem nenhuma atitude de ousadia dos educadores, vai entregá-lo de bandeja, para as redes midiáticas e situações de interlocução vazia e unipessoal. O livro Alunos sem voz é quase uma denúncia do que ocorre no dia a dia das escolas: o professor fala e o aluno obedece. Lendo-o, você decidirá se vale a pena manter o tradicionalismo, ou ingressar em um universo tão nebuloso que, sem dúvida, carece mais de afeto e companheirismo do que de métodos castrativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *